Caminhos

 

 

Poema para Rubens Rewald e Cristiane Paoli Quito

[Caminhos, Teatro do Sesi]

 

  Um texto possível

  um texto provável

  um texto frágil

  que a niguém pertence

  nem a si mesmo

  Sem fronteiras se espraia

  perpassando pelos corpos

  ecoando pelas bocas

  e em si mesmo

  Se dobra e se desdobra

  pelos meandros das águas e das mortes,

  e das palavras

  por nada senão pela jornada