Mario Chamie, um comentário

 

 

Há uma pergunta à qual Mario Chamie não responderá:

Quando publiquei CAMINHOS DE KIAROSTAMI, Mario me disse: “Você inventou o ‘ensaio bate-papo’.” Não sei se era crítica ou elogio. Provavelmente uma crítica, mas gostei e tomei o comentário como um elogio. Crítica ou elogio, tanto faz, Mario foi um ótimo leitor: acertou no alvo.