O tratamento das entrevistas e entrevistados em Sem pena chega a outro resultado. A despersonalização, ao desvincular a fala do falante, e a montagem que associa a fala a imagens não diretamente relacionadas com ela, levam o filme a escapar ao “painel das opiniões” e atingir –  acredito – a ideia ampla e abstrata de instituição